terça-feira, 10 de novembro de 2009

Querida professora Gema


Ficar em casa num sábado à noite pode ser confortável e aconchegante. Quando é por escolha. No passado sábado, dei por mim cheia de vontade de sair. Ora, como toda a gente sabe, uma senhora não vai para os copos sozinha. Tentei contactar alguns amigos: houve quem não atendesse, quem não respondesse à mensagem, quem estivesse a trabalhar, quem me convidasse para ir para o outro lado da ponte (conduzir um carro sobre um rio não se coaduna com "beber copos". Sorry, Fiona*). Deixei deliberadamente de lado os amigos que eu sei que viriam acompanhados. E não me entendam mal: gosto muito de todos os/as namorados/as que apareceram por acréscimo, mas sair com um casal não estava nos meus planos de noite ideal. Been there, done that, e não foi nada agradável, porque, enfim, mesmo que eles nem sejam melosos, uma pessoa lembra-se sempre (com mais força) daquilo que não tem.
Pensando nisso, mandei uma mensagem à Gema, de visita à sua terra natal (Leiria, vai daqui um abraço daqueles.), que dizia: "Preciso de alguém que saia comigo de vez em quando!". Ela, do alto de toda a sua sabedoria, responde:

"Para sair contigo de vez em quando, tens-me a mim. Precisas é de alguém que saia contigo sempre."

Isto é só uma migalha daquilo que ela me ensina, às vezes sem se dar conta. Quase todos os dias ela lembra-me: não exijas menos do que o que mereces. Ela sabe bem que eu tenho tendência para aceitar o mais ou menos, o assim-assim, o eu-sei-mas-ele-é-tão-fixe-toda-a-gente-tem-defeitos-não-fez-por-mal, porque acho que não há melhor para mim. Isto tem especial relevância na minha desastrosa vida amorosa, confesso. Ela tenta sempre lembrar-me:

1. Actos contam mais que palavras.
2. Tira os olhos daquilo que te vai na cabeça e põe-os na realidade.

e esta última, não menos importante:

3. Se ele te quer, que lute por ti.

Ainda não aprendi estas lições, que implicam uma total mudança na minha maneira de ser. Mas estou a esforçar-me, querida amiga, estou a esforçar-me. Conto contigo para as reguadas bem dadas nos momentos certos.

6 comentários:

Ela adormecida disse...

Fiquei imensamente sensibilizada com o que li... :(

Clara disse...

Espero que não de uma maneira má *

Zaahirah disse...

Olha, eu estive com essa neura na 6ª. Pensava que era maluquice da minha cabeça, mas afinal há mais como eu! :P

Faz falta quem saia sempre connosco sim! Que esteja sempre lá, sempre disponível, sempre a nosso lado e que precise de nós. Dizem que ser solteira é bom e tuti-tuti, mas vão dar uma voltinha ao bilhar grande, porque ser solteira não tem graça nenhuma!

**

Mariana Béu Carvalho disse...

Oh, Martinha... podias ter ligado para mim!! ;)

esgana disse...

Olá P*#&!

Não te posso da beijos de língua mas posso sair contigo sem levar a minha mais que tudo. É só sentar-me e explicar-lhe o porquê de ir sair sozinho.

Beijos

Clara disse...

aaaahh! mas eu gosto de estar com a tua babe, ela dança a Beyoncé comigo =D