domingo, 22 de março de 2009

É nas tardes de domingo


que sinto mais falta de ter alguém.
Alguém de quem eu goste mesmo.
E que goste mesmo de mim. Da cabeça aos pés. E por dentro.

Inteira.

2 comentários:

bipa disse...

E que esteja perto. Para dar as mãos e ir passear ao sol.

ulrich disse...

eu ao domingo à tarde às vezes leio o JL...mas seria absurdo dar-te essa sugestão!!!

e se não houvesse a espera depois quando chega nunca seria tão bom.