quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

As mulheres do nosso Portugal

Palmas para mim, que sou muito linda! O ano começou e a minha actividade física também: comecei a ir à piscina, dois a três dias por semana, logo pela manhã para ficar mole o resto do dia. E o post que se segue é totalmente inspirado na minha primeira incursão aos balneários da piscina municipal de Campo de Ourique.

Eu não sou menina de ficar a olhar para as outras senhoras, enquanto elas tomam a sua banhoca, ou tentam despir o fato-de-banho, muito justo, agarrado ao corpo. Mas a verdade é que não podia tentar disfarçar e fingir que não via o que desfilou mesmo à frente dos meus olhos tão sensíveis.
Os homens portugueses têm razão para andar descontentes. Ah isso é que têm! O que é que se passa com a depilação "íntima" destas mulheres? Está certo que não precisamos de andar sempre perfeitas, mas... tufos de pelos??? Eu achava que todas as senhoras, pelo menos, aparavam os excessos. Mas não minha gente, não havia uma única senhora cuidada naquele espaço. E depois queixam-se que os homens não lhes ligam nenhuma em casa e que as trocam por miúdas de 20 anos. É que nós, ao menos, podemos não ter ninguém a quem mostrar, mas andamos minimamente arranjadas. SEMPRE!

Mulheres de Portugal (especialmente as que frequentam a piscina de Campo de Ourique), por favor! Não custa nada ter uma tesoura à mão e pedir à vossa esteticista para ser um bocadinho mais aventureira na próxima depilação. É um favor que fazem a vocês próprias, aos vossos namorados e maridos e, principalmente, A MIM.

2 comentários:

Clara disse...

Depilação bem feita 4ever!

Anónimo disse...

Brazilian style! The snake like. É verdade que as pilosidades em excesso (e são quase todas em excesso) são, digamos, unsavory. E contra mim falo, que do meu nariz, das minhas orelhas, nas minhas arcadas supraciliares (ena!)nascem verdadeiras moitas (como a das vacas) de pêlos. É o que dá ter 40 anos - estou a transformar-me numa piaçaba humana. Tem graça mas não tem graça nenhuma.