sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Transparente

Gosto que me beijem na boca. Gosto que me beijem o pescoço. Gosto que me beijem a barriga. Gosto que me dispam. Gosto que me acariciem o ventre e daí para baixo. Gosto que não haja pressa. Gosto de delicadeza com intensidade. Gosto que não me tomem como garantida. Gosto de ser conquistada. Gosto que me oiçam. Gosto que me elogiem. Gosto que se preocupem comigo. Gosto de ver a minha sensualidade nos olhos de quem me olha. Gosto de mãos insaciáveis. Gosto que me descubram. Gosto de ser conduzida. Gosto de sentir o peso do outro em cima de mim. Gosto de deitar a cabeça para trás. Gosto de perder totalmente o controlo.

14 comentários:

ela adormecida disse...

O prazer, o prazer... =) Partilhado é sempre melhor. Corajosa esta minha amiga Clara. Transparente. E linda.

E já dizia a Madonna:

"Once you put your hand in the flame / You can never be the same / there's a certain satisfation / in a little bit of pain (...) Erotic, erotic, put your and hands all over my body"

*

Hugo Gonçalves disse...

Acabaste de escrever uma passagem do novo livro do desassossego - o do corpo, não o da metafísica. Right on girl.

Joao Tordo disse...

grande ordinarice.

Clara disse...

"O novo livro do desassossego" ou "grande ordinarice"? Você decide.

Joao Tordo disse...

é uma vergonha, este blogue! uma vergonha!

ulrich disse...

algo me diz que vou voltar a este blog...

Clara disse...

Lamento, mas isto não é todos os dias. I'm a lady.

Anónimo disse...

Mein gott! Já experimentaste isso tudo? Até eu - animal de sangue gélido - senti um calorzito na ponta da cauda. Merda que a evolução me tenha deixado sem uma mãozinha que seja (e que o veneno tenha afastado potenciais mãos amigas...). Valham-me os Napalm Death para o rugido que a alma me pede (rugir - outra coisa vedada às cobras). Resta-me rougir (ora bem - Alemão e Francês!) até à raiz das escamas...

Hugo Gonçalves disse...

ah ah ah libertaste a tempestade, o desassossego entre os rapazes que parecem crianças atrás de um carrinho de gelados: rápidos e ansiosos, prestes a espetarem-se na primeira curva do passeio. só como experiência sobre o comportamento masculino, já valeria a pena o texto. but there's more. bom texto.

Clara disse...

Ah ah! Obrigada, Hugo. É bonito pensar que o blog é, ao mesmo tempo, um reservatório de palavras e um observatório social.

Louro disse...

E aqueles a quem nunca deixaste fazer nada disso? Arrependes-te tu ou arrependem-se eles? Assim de repente ocorre-me um ou outro nome. Ok. Só me ocorre um nome... Enfim...

Jota p\ extenso disse...

É assim mesmo. *

Louro disse...

Okay, okay... recordo-me agora de dois nomes, pelo menos.

Clara, a virginal.
Clara, a desejada.
Clara, a branca.
Clara, a irónica.
Clara, a esperta.
Clara, a delicada.

E no fundo?

Clara, a despedaça-corações...

Clara disse...

Despedaça-desejos, às vezes. Despedaça-corações? Hardly...